“Algarve + saudável, com – plástico” em debate na UAlg

“Algarve + saudável, com – plástico” em debate na UAlg

388
PARTILHE
- PUB -
A poluição e a existência de grandes quantidades de plástico nas praias é um dos temas a debater (Foto de arquivo D.R.)

Diversos setores da sociedade vão reunir-se no Grande Auditório do Campus de Gambelas da Universidade do Algarve, no dia 6 de junho, pelas 10 horas. Na base desta reunião encontra-se o debate gerado pela crise do plástico, procurando lançar duas iniciativas para um “Algarve + saudável, com – plástico”.

O evento inicia-se com o lançamento oficial da Campanha “Plásticos à vista – Livre-se dessa espécie”, uma iniciativa da DECO-Algarve com o objetivo de sensibilizar o consumidor para a redução do consumo de plástico.

Às 10:30 horas, os plásticos marinhos no Algarve vão ser discutidos por representantes de diversos setores da sociedade, nomeadamente: Adelino Canário (diretor do Centro de Ciências do Mar- CMAR); Carolina Gouveia, representante da DECO; um aluno do Agrupamento de Escolas Tomás Cabreira; Paulo Gouveia da Costa, presidente da Conselho de Administração da FAGAR (a confirmar); João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve; José Pacheco; diretor regional da Administração da Região Hidrográfica do Algarve; Jorge Botelho, presidente da AMAL (a confirmar); e Alexandra Teodósio, vice-reitora da UAlg.

Às 12:15 horas, no Átrio do Grande Auditório, será inaugurada a exposição “Plástico à vista!”. Esta exposição trata-se de uma interpretação artística sobre a crise do plástico, desenvolvida pelos alunos do Agrupamento de Escolas Tomás Cabreira.

Segundo a organização do evento “a crise do plástico é um dos maiores desafios que a sociedade enfrenta atualmente, com efeitos avassaladores sobre o Oceano”. Sabe-se que o plástico prejudica o ambiente e que assume uma dimensão global assustadora, estando na base do estilo de vida e hábitos de consumo da sociedade. “Como é que podemos lidar com este problema?” O principal objetivo desta iniciativa, organizada pela UAlg, CMAR e Deco – Algarve, é discutir esta problemática e possibilitar a troca de ideia entre todos os participantes.

(AC/CM)

Facebook Comments

Comentários no Facebook