Estudantes algarvios percorrem as ruas de Faro em nome do ambiente

Estudantes algarvios percorrem as ruas de Faro em nome do ambiente [Fotogaleria]

1066
PARTILHE

O segundo movimento da greve climática estudantil decorreu hoje. A iniciativa, que juntou centenas de jovens de vários pontos do Algarve, começou na zona do Fórum Algarve pelas 10:30 horas, terminando pelas 14 horas em frente à Câmara Municipal de Faro.

Foram várias as frases que ecoaram em todas as ruas da cidade. Cartazes de várias cores, em várias línguas apelavam ao meio ambiente e à crise provocada pelas alterações climáticas.

Os estudantes usaram gritos como “Senhor Primeiro Ministro, explique-nos, por favor, porque é que no inverno ainda faz calor!” e “Senhor presidente, proteja o ambiente!”.

Estiveram presentes as escolas de Faro, Tavira, Loulé, o Colégio Internacional de Aljezur em que professores e alunos se uniram por uma causa comum.

O movimento contou com a organização de Margarida Roxo

O núcleo algarvio contou com a organização de Margarida Roxo, uma estudante de 16 anos da Escola Tomás Cabreira. No que toca a diferenças entre a manifestação de hoje e a que ocorreu em março, Margarida Roxo disse ao POSTAL que, “sinto que na primeira manifestação houve uma aderência muito maior por parte do secundário. Neste movimento apostamos mais na básica, porque sentimos que na outra não tinha existido essa dinamização”.

A manifestação foi acompanhada pela PSP e pelos mais variados meios de comunicação. Segundo Margarida Roxo, “esta marcha foi mais pensada, o percurso foi maior e correu muito melhor. Foi mais fixe!”

No último momento da marcha todos os estudantes colocaram fita adesiva na boca fazendo um protesto silencioso em frente à Cãmara Municipal de Faro.

SAIBA MAIS EM: http://www.postal.pt/2019/03/greve-climatica-estudantil-juntou-mais-de-400-estudantes/

(Eunice Silva / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook