Festa da Espiga traz saberes, sabores e tradições a Salir

Festa da Espiga traz saberes, sabores e tradições a Salir [fotogaleria]

1112
PARTILHE

A Festa da Espiga, em Salir, é já uma das mais marcantes imagens da história desta vila do interior algarvio. A edição de 2019 teve início a 30 de maio, e está a decorrer ao longo dos dias 31 de maio e 1 de junho.

Na quinta-feira da espiga, primeiro dia da tradicional festa da serra algarvia, tem lugar o desfile etnográfico. São vários os tratores enfeitados que desfilam pelas ruas, levando ao povo da vila e aos seus visitantes, as tradições seculares da monda, da seifa e do fabrico de pão em forno de lenha, por exemplo. Uma das particularidades deste desfile é que a população tem, ainda, a possibilidade de deixar uma mensagem, em forma de poema ou quadra preparada ou apenas de improviso, às entidades governativas presentes, para pedir ou agradecer as obras feitas na terra.

A Festa da Espiga teve início a 23 de maio de 1968, organizada pela Junta de Freguesia desta pequena vila, mais propriamente pelo presidente de então, José Viegas Gregório, figura carismática e um grande impulsionador da sua terra natal. O sucesso da primeira edição, à qual presidiram o Governador Civil de Faro, Romão Duarte, e o presidente da Câmara Municipal de Loulé da altura, Eduardo Pinto, ultrapassou todas as expetativas da organização.

Desde então, Salir tem feito do Dia da Espiga um grande acontecimento regional, recebendo milhares de forasteiros que ali se deslocam para apreciar o artesanato, a gastronomia, o folclore, a etnografia ou a poesia.

Para Joana Guerreiro, membro da Associação Cultural e Recreativa das Barrosas, “a Festa da Espiga é essencial para manter as tradições, para que as pessoas hoje consigam ver um bocadinho daquilo que era feito há muitos anos atrás. O desfile etnográfico permite-nos transmitir esses conhecimentos”.

Ao longo dos três dias de festa é garantida muita animação, música, sabores tradicionais da região e a transmissão de saberes do passado do barrocal algarvio. As noites são temáticas e apresentam-se divididas em três tópicos: Noite da Espiga (30 de maio), Noite Popular (31 de maio) e Noite Jovem (1 de junho).

Programa completo da Festa da Espiga (Foto D.R.)

(Andrea Camilo / Cristina Mendonça)

Facebook Comments

Comentários no Facebook