Mariza encerra três dias de festa em Olhão

Mariza encerra três dias de festa em Olhão

884
PARTILHE
O concerto da fadista terá início pelas 22 horas (Foto D.R.)

A 16 de junho, Olhão celebra o Dia da Cidade, no entanto, as festividades que assinalam este dia marcante para a cidade iniciaram-se a 12 de junho, com a recriação histórica “O Dia em que Olhão fez frente a Napoleão”.

Esta dramatização da revolta contra os franceses teve início em Moncarapacho e passou por Pechão, Fuseta e Quelfes. O percurso terminou ao fim da tarde do dia 12, na cidade, quando os olhanenses foram incitados à revolta. No dia 13 de junho, a Ponte de Quelfes foi um dos cenários para a continuação desta dramatização, seguindo-se igualmente cenas na Fonte Velha, em Pechão, e junto ao Caíque Bom Sucesso, na Frente Ribeirinha de Olhão.

A 14 de junho, a festa tem início com a atuação de Moce Mó, e a animação contínua pela noite dentro com os espetáculos de Ricky B, Rafael Sousa, Mariana Barnabé e Luís Guilherme.

A noite de sábado, 15 de junho, está reservada para o Moto Convívio Olhão, com atuações a decorrer a partir das 21 horas. Por este palco irão passar os Outsiders, Escolinha do Helder, Fábio Lagarto e DJ Westvil.

No dia 16 de junho, as cerimónias oficiais começam às 09:30 horas, com o hastear das bandeiras em frente aos Paços do Concelho, seguindo-se a homenagem aos heróis da restauração de 1808, na Praça da Restauração. Antes da sessão solene comemorativa do Dia da Cidade, às 12 horas no Salão Nobre, haverá uma visita às obras em curso no concelho.

O dia termina com o concerto da fadista Mariza, às 22 horas, no Jardim Pescador Olhanense.

Facebook Comments

Comentários no Facebook