“Água com um Pingo de Consciência” percorreu as praias algarvias com excelente...

“Água com um Pingo de Consciência” percorreu as praias algarvias com excelente adesão

744
PARTILHE
- PUB -

A Águas do Algarve tem divulgado a Campanha “Água com um Pingo de Consciência faz um Oceano de Diferença” através de vários canais. Recentemente, foram implementadas várias ações nas praias algarvias. Em entrevista ao POSTAL, Teresa Fernandes, responsável pela Comunicação e Educação Ambiental da empresa Águas do Algarve, fez um balanço da iniciativa.

Campanha alerta para a escassez da água e para o seu uso mais eficiente (Fotos D.R.)

Qual é o objetivo da campanha?
Como sabe, a atual problemática de escassez da água é um problema muito sério para a humanidade. Estudos recentes apontam para que já em 2025 um terço da população mundial sofra sérios problemas de abastecimento de água. Neste momento, o nosso país e a nossa região em particular começa já a sentir as consequências de um ano de fraca ou praticamente nula precipitação. De acordo com os dados recentes do IPMA, “no final de agosto, aconteceu uma diminuição da percentagem de água no solo. Apenas 1,2% de todo o território continental está em situação normal, face aos 12% em seca extrema”. Estamos a viver um período de seca! As nossas origens de água estão com valores de armazenamento abaixo dos desejáveis para esta época do ano.

Apesar de termos água disponível para abastecer toda a região, quer em quantidade, quer em qualidade, até ao final do corrente ano estamos, evidentemente, preocupados com o futuro. Face a esta problemática que nos envolve a todos, considerámos oportuno criar esta Campanha de Sensibilização Integrada, com o objetivo de fomentar consciências coletivas relativamente ao valor da água e à imperativa necessidade da mudança de comportamentos relativamente ao consumo de água. Não pretendemos alarmar a população, mas sim alertar para esta esta situação.

A campanha teve início em julho, prolongando-se até meados de outubro. A que público alvo se destinou?
É importante relembrar que o valor da água ultrapassa o seu valor monetário!!! A ÁGUA é um recurso essencial à vida e fundamental para o desenvolvimento social e económico de qualquer região. A melhoria da eficiência hídrica é uma obrigação para cada um de nós, uma vez que a água é um recurso limitado sendo necessário protegê-la. Mas esta é uma responsabilidade de todos. Não podemos permitir que ainda haja quem não se sinta responsável pelo mau uso que dela se possa fazer. Atrevo-me, inclusivamente, a dizer que é um crime esbanjar a água – não dependemos dela para viver???

A campanha percorreu as praias algarvias

Nesta conformidade, a campanha foi desenhada para ser desenvolvida junto dos principais utilizadores e da população em geral, quer para os nossos residentes, quer para os nossos turistas nacionais e internacionais, que nos visitam nesta altura do ano, havendo por isso vários peças em formato bilingue (português e inglês).

Que atividades foram desenvolvidas?
Sendo essencial “atingir” os nossos diferentes públicos-alvo sobre as práticas e medidas concretas a adotar, tendo em vista a mudança de comportamentos que contribuam para a utilização mais eficiente da água, esta campanha considerou um vasto conjunto de ações diferenciadas. Para além do Roadshow que esteve presente nos 14 concelhos que possuem praia (sendo uma fluvial), sendo a ação com maior visibilidade, a campanha destaca-se ainda pelas parcerias que efetuámos.

Consequentemente, estivemos presentes nos principais eventos da região com ações de sensibilização (Fatacil, Feira da Serra, Feira da Dieta Mediterrânica, entre outros). Através do nosso parceiro ARS Algarve foi possível colocar a campanha acessivel em todos os centros de saude da nossa região, temos ainda cerca de uma centena de autocarros algarvios a circular pela estrada com uma mensagem no vidro traseiro a alertar as pessoas para a necessidade de se poupar. Existem ainda várias outras ações que irão decorrer até final de outubro.

Quantas pessoas estiveram envolvidas na iniciativa?
A campanha, pela sua multiplicidade de meios e ações, revestiu-se de muito interesse na região, com impacto inclusivamente fora do Algarve. Esta visibilidade, para a qual muito contribui a imprensa regional e nacional, teve e continua a ter como consequências muito positivas, que a própria população e entidades diversas procurem a Águas do Algarve e a campanha no sentido de a podermos replicar ainda noutros cenários e com novos parceiros. É o caso das escolas, por exemplo, que nos têm procurado, e empresas diversas, no sentido de realizarmos ações de sensibilização para os seus próprios colaboradores. Estes são apenas alguns exemplos que muito nos orgulham e motivam para continuar a querer continuar a trabalhar mais e melhor nesta matéria, onde muito há para fazer. É dificil por isso dizer quantas pessoas estiveram envolvidas nesta campanha, na certeza de termos atingido vários milhares.

A campanha contou com vários parceiros da região. Quer comentar?
O movimento de sensibilização para a importância de se integrar o uso eficiente e racional de água de forma permanente é, cada vez mais, uma causa nacional, uma vez que a escassez de água é uma realidade inevitável para a qual a população está cada vez mais desperta, designadamente no contexto das alterações climáticas. Com esta campanha, a Águas do Algarve pretende contribuir também para este movimento a nível da nossas região, sendo que para isso convidámos vários parceiros estratégicos, em especial os municípios e algumas das principais entidades da região, para participar na disseminação desta mensagem.

Da parte da Águas do Algarve houve e continua a haver toda a abertura para as diferentes entidades integrarem esta e outras campanhas que promovemos. Nesta campanha em concreto, contamos com um conjunto muito rico de parceiros, os quais têm vindo a contribuir para o “sucesso” desta iniciativa, pelo que não posso deixar de os referir e aproveitar para agradecer todo o empenho que tem vindo a ser dado à ação. São eles, a AMAL, ARS Algarve, Associação Bandeira Azul, CCDRAlgarve, DECO, DRAPAlgarve (Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve), IPDJ (Instituto Português da Juventude), RTA ( Região de Turismo do Algarve) e UALG (Universidade do Algarve).

Qual o balanço que faz deste projeto?
Na Águas do Algarve, a Comunicação é uma área que se assume com elevada responsabilidade. O empenho e dedicação que damos a todos os projetos, e a este concretamente, permite-nos acreditar que se trata de um balanço muito positivo, cujos resultados, numa primeira abordagem podem ser mensurados através da elevada participação nas diversas ações desenvolvidas a este propósito.

Pensa que a iniciativa contribuiu para uma mudança efetiva nos hábitos dos cidadãos?
Acredito que sim e, aliás, ao longo das várias ações que temos vindo a desenvolver é esse o Feedback que temos vindo a receber por parte daqueles que interagem com a campanha. Temos consciência de que é necessário continuar a insistir na passagem desta mensagem, munindo o consumidor de conhecimentos que enfatizem o valor da água, e em especial no contexto das alterações climáticas e os seus impactos ao nível das disponibilidades hídricas, no nosso dia-a-dia. Falo do consumidor individual e coletivo.

A Águas do Algarve pretende dar continuidade a este projeto no próximo ano?
A Águas do Algarve mantém ativa uma forte componente de Educação Ambiental durante todo o ano, e não apenas em alturas de maiores dificuldades (como é o caso atual da escassez de água). Esta proliferação concertada e contínua de ações, muitas vezes em parceria, dá-nos uma maior certeza daquela que deve ser a eficácia na inserção desta problemática ambiental no dia-dia da população. Pretendemos incentivar comportamentos e hábitos saudáveis, disseminando conhecimentos para que todos possam ser agentes sociais ativos e conscientes relativamente à preservação e proteção dos recursos hídricos e do ambiente em geral.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook