Verão no Algarve termina em grande com Sun and Moon Festival

Verão no Algarve termina em grande com Sun and Moon Festival

672
PARTILHE
- PUB -

O Verão no Algarve ainda não terminou… Prova disso é o festival que se vai realizar no próximo sábado, 14 de setembro, na discoteca Lick.

A iniciativa é organizada por Eliseu Correia, um dos djs que integra o grupo Bubba Brothers.“Este evento já vai na segunda edição. É notório o facto de se realizarem muitos eventos durante o verão e eu sempre achei que era necessário existir um grande evento no início da época para fazer o kick off e um para fechar no final da estação”.

O evento Sun and Moon terá uma programação bastante diversa. Pelas 22 horas vai atuar Manuel Cruz dos Ornatos Violeta. Pelas 23:30 horas, sobe ao palco The Legendary Tigerman. Depois, pela uma da manhã, a animação fica a cargo dos Bubba Brothers. Para encerrar o evento vão atuar Olivier Giacomotto e Tube and Berger.

O festival é direcionado para a música eletrónica

Eliseu Correia afirma que “o Festival F é uma grande iniciativa que tem lugar em setembro e que, se calhar, em si já era suficiente para fechar com chave de ouro o verão algarvio, mas achei por bem que se fizesse uma festa com um toque diferente, mais virado para a música eletrónica especificamente”.

Eliseu Correia é o mentor do Festival Sun and Moon que já vai na segunda edição (Foto: Stefanie Palma / POSTAL D.R.)

No ano passado o evento Sun and Moon baseou-se na atuação de vários artistas, no entanto, este ano o conceito é diferente. “Decidi alterar a estrutura do evento e ter uma primeira parte no palco Sun, onde existirão músicas ao vivo (com o Manuel Cruz e os Legendary Tiger Man) e o palco Moon, aí sim, só com djs”, revela.

“Gostava que as pessoas olhassem para esta festa como a última grande festa de verão no Algarve”, salienta.

Eliseu Correia conta que “muita gente nos sugeriu que fizéssemos esta festa em agosto, pois teria muito mais adesão. A minha opinião é diferente, pois durante esse mês existem muitos mais eventos e as pessoas dispersam-se naturalmente pelos vários locais”.

Sun and Moon é uma iniciativa diferente

O Festival Sun and Moon é um evento diferente da generalidade que acontece no Algarve. Segundo Eliseu Correia, “o Manuel Cruz e os The Legendary Tigerman não apelam à generalidade do público. Este evento é direcionado para um público muito específico”.

Eliseu Correia diz que “a parte eletrónica com os Tube and Berger, os Bubba Brothers e o Giacomotto também apela a um público muito específico que foge da massa generalista”.

O Algarve precisa de mais eventos deste género

Eliseu Correia é peremptório: “o Algarve precisa de eventos deste género, organizados por pessoas da terra”.

Segundo o mentor da iniciativa, “para sábado existem dois aspetos que estão garantidos: boa música e uma organização com qualidade. A ideia é o evento ter espaço suficiente para que toda a gente possa circular com qualidade e em segurança”.

Eliseu Correia afirma que “o cartaz do evento é de topo. Os Tube and Berger são das melhores duplas de djs do mundo e vão atuar em Portugal pela primeira vez no Sun and Moon e o Giacomotto é um dinossauro da música eletrónica. Acredito que não existe nenhum dj de renome mundial que não tenha pegado numa música dele e feito um remix”.

Eliseu Correia integra a dupla de djs Bubba Brothers

O criador do projeto também integra a dupla de djs Bubba Brothers. “É um privilégio tremendo poder partilhar a cabine com dois monstros da música”, revela.

“Nós seremos uma ótima amostra daquilo que a região é capaz de produzir na área dos djs”, afirmou. “Os Bubba Brothers têm chegado a muitos sítios que muita gente nunca esperaria, inclusive lançámos o primeiro original, “Carla’s Beat”, e que continua a ser música lançada por um dj português com a melhor classificação em 2019 na Beatport, chegámos a estar em 21º lugar”, referiu.

Os Bubba Brothers vão atuar no Festival Sun and Moon (Foto D.R.)

Eliseu Correia reconhece que “os Bubba Brothers têm evoluído muito ao longo do tempo. Hoje em dia temos um som que nos distingue de todos os outros colegas que passam música, porque temos um estilo muito próprio”.

“Nós temos uma mistura que normalmente não se ouve nos djs comerciais que normalmente não arriscam tanto. Nós sempre tivemos a certeza que tínhamos de ter um fator de diferenciação”, confessou ao POSTAL Eliseu Correia.

O dj afirma que “o trabalho do dj comercial se baseia no seguimento das tendências atuais, do que se passa na rádio com mais algum trabalho de fundo, enquanto que nós tentamos conjugar músicas que não são muito
ouvidas”.

Bubba Brothers surgiram de uma brincadeira entre amigos

Os Bubba Brothers surgiram de uma brincadeira de dois amigos. Eliseu Correia contou ao POSTAL como tudo começou: “a EC Travel organiza vários eventos e temos uma iniciativa que é marcante ao nível da região que é a gala EC Travel”.

“Nas primeiras edições da gala, a EC Travel era muito diferente do que é hoje e eu quis contratar um grande dj para tocar no evento, no entanto, na altura o custo do serviço era insuportável para nós, pelo que decidi fazer uma brincadeira e meter eu próprio a música”, conta Eliseu Correia.

“Eu pensei que talvez os convidados achassem piada a este pormenor e pedi ajuda ao meu amigo Zé Black, do Le Club, porque a festa era lá. Ele deu-me algumas directrizes e acabou por ser o padrinho dos Bubba Brothers porque foi ele que me meteu a mexer pela primeira vez numa mesa de mistura”, acrescenta.

O evento correu muito bem e as pessoas começaram a convidar os Bubba Brothers para fazerem parte dos eventos algarvios.

Bubba Brothers (Foto D.R.)

“Quando estou a meter música concentro-me inteiramente naquilo que estou a fazer e é um gosto imenso constatar que a multidão está a sentir aquilo que lhe estamos a tentar transmitir”, afirma de sorriso nos lábios.

Os Bubba Brothers misturam as músicas ao vivo. “Eu sei que poderia ter uma vida muito mais facilitada mas sinto-me bem ao fazê-lo desta forma”, reforça.

Eliseu Correia chegou mesmo a ir para Londres tirar um curso e aperfeiçoar as suas competências musicais.

“O caminho faz-se caminhando e quantos mais concertos fizermos mais tarimba ganhamos. Este ano tocámos umas 40 vezes e sentimos que estamos sempre a aprender mais e a evoluir”, destaca.

Eliseu Correia deixa o convite a todos os algarvios: “espero que apareçam em peso no sábado porque este é um evento que é nosso, feito pelos nossos e eu tenho muito orgulho nesta iniciativa. Se queremos continuar a ter cá artistas de gabarito mundial temos de mostrar que estamos presentes. A promessa é garantida: Vai ser uma noite memorável”.

(Stefanie Palma / Henrique Dias Freire)

Facebook Comments

Comentários no Facebook